Enguia PDF Imprimir e-mail

Nome científico: Anguilla anguilla

As enguias são peixes que, apesar de terem muitas características primitivas, têm um grande número de especializações que lhes permitem rastejar, enterrar-se, esconder-se em espaços apertados e até efectuar deslocamentos fora de água, de noite, em ambientes húmidos. Parentes dos congros e das moreias, o seu corpo muito alongado, flexível, com escamas microscópicas e barbatanas reduzidas, está perfeitamente ajustado ao modo de vida destes peixes. São carnívoros e basicamente nocturnos. A reprodução das enguias é um dos exemplos mais impressionantes de migração no mundo animal. As enguias do Atlântico, tanto as da Europa como as da costa oriental da América do Norte, desovam a milhares de quilómetros de distância, no mar dos Sargaços, situado para além dos Açores. Daí as larvas dispersam, ajudadas pelas correntes, e depois de uma viagem de anos, algumas conseguem aproximar-se da costa migrando para os estuários e águas doces, onde crescem. As enguias sexualmente adultas, que se preparam para iniciar a longa viagem de regresso ao Mar dos Sargaços, mudam de aspecto, adaptando-se à nova forma de vida, que vão levar durante anos. Em vez da coloração que lhes servia para se camuflarem na areia e no lodo, o corpo torna-se prateado, os olhos e as barbatanas aumentam de tamanho, transformando-se a enguia num animal capaz de empreender a grande viagem para a desova. Infelizmente, existe em Portugal uma pesca pouco escrupulosa de enguias minúsculas (os meixões e as angulas), peixes acabados de entrar nos rios. Um quilo pode ter milhares de animais! Apesar disso, há quem pague altos preços para as comer fritas. São muitas vezes objecto de exportação ilícita para viveiros noutros países, onde a criação de enguias se encontra mais desenvolvida. O excesso de pesca e as barragens que impedem as enguias de subirem os rios vão fazendo, pouco a pouco, rarear este valioso peixe, com tantas tradições na gastronomia portuguesa.

Comprimento máximo: 133 cm
Estatuto de conservação: (sem estatuto)
 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >