Solha PDF Imprimir e-mail

Nome científico: Platichthys flesus
Mapa de Distribuição

A solha é um peixe migrador que desova no mar. Os juvenis entram nos rios, onde podem permanecer por períodos longos, mas voltam ao mar para a desova. São peixes aparentados com os linguados, com um grande número de adaptações para viverem enterrados na areia, onde procuram activamente os invertebrados de que se alimentam, principalmente de noite. Ao contrário da maioria dos peixes, a metade direita e a metade esquerda do corpo não são simétricas: o peixe está deitado sobre um dos lados (muito mais claro), deslocando-se os olhos de modo a ficarem ambos de um dos lados da cabeça. As larvas são parecidas com as de um peixe normal (com um olho de cada lado) e durante a metamorfose sofrem uma extraordinária deformação da cabeça, deslocando-se os olhos para a posição que têm na solha adulta. A camuflagem deste animal é excelente e às vezes só se vêem os olhos a espreitar num fundo de areia. É um animal carnívoro que consome insectos, vermes e moluscos. A solha era muito comum nos nossos rios do Minho até ao Tejo mas, com as alterações climáticas das últimas décadas, a temperatura das águas tem vindo a subir, provocando o desaparecimento gradual do peixe de sul para norte. Ainda comum no Minho, no Tejo já é só quase uma lembrança.

Comprimento máximo: 60 cm
Estatuto de conservação: (sem estatuto)
 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >